Publicado por: Conselheiro Fnord | 13/03/2014

MUNDO DISCORDIANISTA: Vacina contra vírus HPV enfrenta resistência de evangélicos


Alguns grupos acreditam que campanha é estímulo à sexualidade precoce

Desde segunda-feira, meninas estão recebendo a primeira dose nas escolas
Iniciada nesta semana em escolas de todo o país, a campanha de vacinação contra o Papilomavírus Humano (HPV) é motivo de polêmica, especialmente entre evangélicos.

hpv_min_fbe-1315737.jpg

Neste ano, a vacina contra o vírus transmitido principalmente nas relações sexuais e uma das principais causas de câncer no colo do útero será aplicada em meninas com idade entre 11 e 13 anos.

Segundo o Ministério da Saúde, essa é uma das faixas etárias mais indicada à imunização. Para alguns grupos de evangélicos, porém, a campanha é um estímulo à sexualidade precoce. A discussão ganhou a internet, antes mesmo do início da campanha.

Para o pastor e diretor de Comunicação da Associação dos Pastores Evangélicos de Vitória, Romerito Oliveira da Encarnação, é preciso tratar a causa e não a febre. Ele alega que, ao oferecer uma vacina as meninas tão jovens, o governo não trata de outras mazelas que o sexo nessa idade pode trazer.

Pastor Encarnação afirma que é preciso diálogo entre pais e filhos sobre a prática sexual, que ele defende que seja com um único parceiro. Se a criança for orientada, automaticamente ela construirá um caminho de segurança para assumir o sexo apenas dentro do casamento, garante.

Escolas

Nas escolas, porém, a rejeição ainda não é sentida. Segundo o padre João Batista Gomes de Lima, presidente do Sindicato das Estabelecimentos de Ensino Particulares do Espírito Santo (Sinepe-ES), ainda não há queixas das instituições de ensino sobre a vacina. O padre lembrou que os pais que não quiserem que as filhas recebam a imunização devem assinar um termo de rejeição.

Ele afirma que campanhas educativas estão sendo realizadas para conscientizar sobre a vacinação, além de defender que a vacina não fere preceitos morais ou religiosos.

No Colégio Americano, da Rede Doctum, que pertenceu durante anos à Igreja Batista e ainda mantém grande quantidade de alunos evangélicos, também não há rejeição expressiva. Meninas mais velhas e seus pais têm nos procurado querendo a vacina, diz a diretora, Ormi Louzada.

Para entender

HPV

O que é
O Papilomavirus Humano (HPV) é transmitido por meio de relação sexual, por contato direto com pele ou mucosas infectadas. Também pode ser transmitido da mãe para filho no momento do parto.

Câncer
O vírus é uma das principais causas de câncer no colo do útero.

Vacinação

Público-alvo
Neste ano, são vacinadas meninas de 11 a 13 anos de idade, e a vacinação é aplicada nas escolas. Em 2015, de 9 a 11 anos, e a partir de 2016, as que tiverem 9 anos. Essa faixa etária é considerada a mais benéfica para a proteção.

Dose
A vacina é aplicada em três doses. A segunda é aplicada na unidade de saúde seis meses após a primeira. E a terceira, até cinco anos após.

Comentários no site original…

FONTE: http://gazetaonline.globo.com/novo/_conteudo/2014/03/noticias/cidades/1481661-vacina-contra-virus-hpv-enfrenta-resistencia-de-evangelicos.html

Anúncios

Responses

  1. Eles têm direito de educar os filhos deles como quiser.

    Um princípio de liberdade, não?!

    Curtir


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: