Publicado por: Conselheiro Fnord | 09/11/2012

DISCORDIANISMO: Sociedades Secretas


Como funcionam as sociedades secretas
por Sílvio Anaz

Introdução sobre as sociedades secretas

As sociedades secretas nasceram praticamente junto com a civilização. Há sete milênios, o misticismo e a tendência humana pela intriga fomentaram nas sociedades da Babilônia, do antigo Egito, da Pérsia e da Síria os primeiros grupos de homens interessados em conhecer os mistérios esotéricos e utilizá-los com propósitos políticos. Esse esoterismo podia significar a busca da luz ou da escuridão, do céu ou do inferno, da bondade ou da maldade, da descoberta de conhecimentos para se alcançar as verdades divinas ou para manipular forças espirituais no plano físico. Nessa dubiedade de propósitos reside uma das principais razões das sociedades secretas.

Apesar da aura negativa que circunda muitas delas, as sociedades secretas não são apenas grupos de pessoas que se escondem para praticar o mal. Muito pelo contrário. Boa parte delas surgiu e cresceu com os propósitos mais elevados que residem na alma humana, em busca de um conhecimento que revelasse as verdades eternas e iluminasse os caminhos do homem. Mas princípios que nasceram puros e sagrados muitas vezes sofreram distorções ao serem colocados em prática e resultaram em ações não muito bem vistas, muitas delas inspiradas na ideia de que os fins justificam os meios.

A partir das histórias das diferentes sociedades secretas que já surgiram ao longo dos milênios, podemos definir basicamente que uma sociedade secreta é composta por “iniciados”, isto é, por aqueles que tiveram acesso a determinados “mistérios”. Esses “homens sábios” acreditam que os segredos revelados a eles, ou por eles descobertos, não devem ser compartilhados com um mundo composto de pessoas vulgares e profanas, incapazes de compreender esses “mistérios”.

sociedades secretas

Maçonaria
Foto cortesia de Jahrundert
Gravura com ritual de iniciação na maçonaria no século 18

Embora baseada em aspirações das mais elevadas, essa forma de encarar o mundo tem levado certas sociedades secretas a desenvolverem práticas de tirania, arrogância e intolerância, em diferentes graus, com perigosas consequências sociais. Este é o caso da Ku Klux Klan nos Estados Unidos, por exemplo. Por outro lado, algumas têm funcionado como núcleos de movimentos sociais que em alguns momentos envolveram-se em processos de transformação do mundo, como no caso da Maçonaria. E, por fim, muitas continuam a alimentar a nossa imaginação sobre o seu poder e conhecimento, mesmo quando sua existência ainda é colocada em dúvida (o que pode, na verdade, ser uma prova de sua eficiência em manter-se secreta), como nos casos do Priorado de Sião e do Illuminati, ambas popularizadas nos best-sellers “O Código Da Vinci” e “Anjos e Demônios”, de Dan Brown.

sociedades secretas
© istockphoto.com / Duncan Walker
As sociedades secretas desde o princípio misturaram misticismo e intrigas

A principal fonte da tradição das sociedades secretas é a religião. Das crenças do antigo Egito ao cristianismo, os mistérios religiosos alimentaram o surgimento de diversas sociedades secretas, como a Cabala, ligada aos ensinamentos de Moisés, ou os Cavaleiros Templários, ordem militar-religiosa formada no século 12 sob benção da Igreja Católica e que inspiraria tempos depois uma nova sociedade secreta ligada à maçonaria. Nas próximas páginas, conheça quais são algumas das principais sociedades secretas, que ironicamente tornaram-se as mais populares do planeta.

Sociedades secretas tupiniquins
Em 1831, surgiu em São Paulo a Bucha, uma “confraria de camaradas” criada pelo professor alemão Júlio Frank, da Faculdade de Direito do Largo São Francisco. O principal objetivo dela era ajudar os estudantes pobres que frequentavam o curso de Direito e promover encontros e debates literários. Frank trouxe a tradição das sociedades secretas da Alemanha e todas as ações da Bucha deveriam ocorrer sob o mais rigoroso sigilo. Só ingressavam na Bucha alunos escolhidos pelos seus integrantes, de acordo com os méritos morais e intelectuais que demonstravam. Ao longo dos anos a Bucha tornou-se uma das mais poderosas sociedades secretas no país, à medida que seus membros alcançavam os principais postos governamentais, tanto no Império como na República. Entre eles, estavam Rui Barbosa, Barão do Rio Branco, Afonso Pena, Prudente de Morais, Campos Sales, Rodrigues Alves, Washington Luiz, Júlio Mesquita Filho, Cândido Mota, Arthur Bernardes, Álvares de Azevedo e Castro Alves. Além da Bucha, rumores sugeriam a existência de outras fraternidades em faculdades tradicionais que surgiram com a aura de sociedades secretas, como a Landsmannschaft, na Escola Politécnica da USP, e a Jugendschaft, na Escola Paulista de Medicina.

As mais populares sociedades secretas do mundo

Maçonaria

Loja maçônica
Foto cortesia da Raleigh Lodge 770-Memphiss
Vista interna de uma loja maçônica nos Estados Unidos

A Maçonaria surgiu na Idade Média como uma associação de trabalhadores de construções, daí o seu nome que é derivado do termo inglês “mason”, que significa pedreiro. Ela tornou-se a maior irmandade ou “sociedade secreta” do mundo, com estimados cinco milhões de integrantes espalhados por todos os cantos do planeta, uma estrutura com 33 graus hierárquicos e a prática de cerca de 70 rituais. A inspiração para a maçonaria, segundo alguns pesquisadores, vem da construção do Templo do Rei Salomão em Jerusalém, no ano de 967 a.C. Os trabalhadores que participaram da construção, provavelmente uns dos primeiros pedreiros da história, tinham como mestre Hiram Abiff, que seria o guardião do segredo do templo. Abiff foi sequestrado e ao recusar-se a revelar o segredo acabou assassinado. Por morrer sem revelar os segredos de sua profissão Hiram Abiff virou um herói inspirador para os futuros maçons. Mas há outras versões para a origem da maçonaria que vão de cultos a Isis e Osíris, no antigo Egito, a seus vínculos com os Cavaleiros Templários. Independente da sua origem, a maçonaria moderna tem como ideal a defesa da liberdade, da igualdade e da fraternidade e suas reuniões têm como objetivo o debate intelectual. Apesar de ter rituais espirituais e ter tido entre seus membros líderes políticos como Benjamin Franklin e George Washington, nas reuniões da maçonaria não é permitida qualquer menção à política ou à religião.

Cavaleiros Templários

A Ordem dos Cavaleiros Templários surgiu em 1118, logo após a realização da Primeira Cruzada que derrotou os muçulmanos, conquistou Jerusalém e instalou no governo dessa cidade Godefroi de Bouillon. Ordem militar-religiosa, seu objetivo principal era proteger os peregrinos cristãos que iam para a Terra Santa. Sediados ao lado do Templo de Salomão, os Templários foram abençoados pelo Papa e fizeram votos de pobreza, obediência e castidade. Nas décadas seguintes, no entanto, eles espalharam-se pela Europa e conquistaram enorme poder econômico e influência política, o que os levou a serem vistos como uma ameaça ao poder da Igreja Católica. As lendas em torno dos Templários diziam, entre outras coisas, que eles eram os guardiões do Santo Graal. Devido ao seu crescente poder econômico e aos mitos que inspirava, a Ordem acabou acusada de blasfêmia e por falhar nas missões na Terra Santa, sendo destruída pelo rei Filipe 4, da França, com o apoio da Igreja Católica no começo do século 14. Os símbolos e ideias dos Templários serviram de inspiração para o surgimento séculos depois de uma ordem maçônica chamada de Ordem Militar, Religiosa e Maçônica Unida do Templo e de São João de Jerusalém, Palestina, Rodes e Malta, que se proclamou herdeira dos segredos esotéricos dos Cavaleiros Templários. Os Templários modernos foram também identificados com o gnosticismo e acusados de envolvimento em várias conspirações, entre elas a Revolução Francesa. A história dos Templários tem inspirado inúmeras teorias sobre o envolvimento deles com tramas políticas e religiosas.
Templários

Ordem Rosa-Cruz

A Rosa-Cruz é uma irmandade espalhada pelo mundo que apregoa possuir uma sabedoria esotérica herdada das primeiras civilizações, como a do antigo Egito. Mas é mais provável que seu surgimento tenha ocorrido no século 16 a partir de livros atribuídos ao teólogo luterano Johann Valentin Andreae, nos quais ele narra as viagens de Christian Rosenkreuz entre os séculos 14 e 15. A Rosa-Cruz é uma combinação de ocultismo e outras crenças e práticas religiosas, que envolvem hermetismo, doutrina surgida no Egito no começo da Era Cristã, misticismo judaico, gnosticismo cristão e alquimia. Apesar de atrair importantes intelectuais e cientistas, como Francis Bacon, a força da Rosa-Cruz caiu dramaticamente durante o Iluminismo. A partir do século 19, graças à associação com a Maçonaria, as sociedades rosacruzes voltaram a ganhar força, principalmente na Europa e nos Estados Unidos. Em 1915 surgiu em Nova York a Antiga e Mística Ordem Rosae Crucis, fundada por H. Spencer Lewis, que declarava ter aprendido seus ensinamentos dos rosacruzes europeus e afirmando que era o antigo Egito o berço da sabedoria deles. Outra vertente maçônica dos rosacruzes surgiu em Seattle (EUA), em 1909, fundada por Max Heindel, inspirado nos ensinamentos do teosofista Rudolf Steiner.

As mais misteriosas sociedades secretas do mundo

Illuminati

sociedades secretas
© istockphoto.com / xyno

Ela ganhou popularidade por conta do filme “Anjos e Demônios” (2009, direção Ron Howard), baseado no best-seller homônimo de Dan Brown. Para uma sociedade secreta isso não deve ser muito bom, mas os mistérios em torno do Illuminati sempre alimentaram a imaginação popular. Tudo começou em 1776 na Alemanha, quando o filósofo Adam Weinshaupt criou uma ordem chamada de Illuminati da Baviera. Seu objetivo era juntar um grupo que conspirasse para libertar o mundo da dominação que então os jesuítas exerciam sobre a Igreja Católica. Weinshaupt recrutou cinco estudantes da Universidade de Ingolstadt, onde lecionava, para formar a Sociedade dos Mais Perfeitos, depois renomeada para Illuminati, ou “os iluminados”. Há dúvidas, entre os estudiosos, se os ideais radicais defendidos pela ordem foram ou não apoiadas pela Maçonaria. A sociedade se expandiu o que provocou uma violenta repressão do governo, obrigando Weinshaupt a deixar o país em 1784. Para alguns, isso significou o fim dos Illuminati, mas para muitos eles se espalharam pelo mundo e continuam a exercer sua influência, como na Revolução Francesa e na Revolução Russa. Para esses estudiosos, o poder dos Illuminati é tal que um de seus principais símbolos está estampado na nota de um dólar, inserido por ordem do presidente Roosevelt, que foi um dos mais altos membros da maçonaria. Defensores de um governo global, os Illuminati acreditariam em um mundo com uma só moeda, um único exército e somente uma religião. Para muitos, sociedades secretas como a Ordem do Crânio e Ossos e o Clube Bilderberg seriam, na verdade, versões atualizadas dos Illuminati.

Priorado de Sião

Provavelmente, o Priorado de Sião é a mais eficiente das sociedades secretas existentes no planeta. Afinal há muitas dúvidas sobre sua real existência e muita pouca informação disponível. A única menção a ela aconteceu em 20 de julho de 1956, numa edição do jornal do governo francês em que o Priorado aparece como uma sociedade destinada a estudos e ajuda mútua entre seus membros. Há muitos rumores de que o Priorado de Sião teria uma forte conexão com a ordem dos Cavaleiros Templários e entre sua missão estaria proteger a linhagem sagrada de Jesus Cristo, fato esse explorado em livros de investigação histórica como “O Santo Graal e a Linhagem Sagrada”, de Michael Baigent, Richard Leigh e Henry Lincoln, e nos de ficção como “O Código da Vinci”, de Dan Brown. Segundo a versão de Pierre Plantard, um dos quatro amigos franceses que solicitaram o registro oficial da sociedade nos anos 1950, o Priorado de Sião teria surgido no final do século 11 em Jerusalém e ao longo da história teria tido como membros Leonardo da Vinci, Isaac Newton e Victor Hugo, entre outros.

sociedades secretas

Ordem do Crânio e Ossos

sociedades secretas
© istockphoto.com / Lewis Wright

A Universidade de Yale é uma das mais tradicionais e mais importantes dos Estados Undios, e por isso mesmo uma das preferidas dos homens mais importantes do país. Lá formaram-se os presidentes George Bush, pai e filho, Gerald Ford e Bill Clinton. É em Yale que está uma das sociedades secretas mais exclusivas existentes no mundo. Formada apenas por homens vindos de famílias ricas, a Ordem do Crânio e Ossos é uma fraternidade estudantil que existe desde 1832. Originalmente nomeada de Irmandade da Morte, ela é uma das sociedades secretas mais antigas dos Estados Unidos. Em suas reuniões que acontecem às quintas e domingos, ela inspira-se em rituais maçônicos. Uma das teorias da conspiração inspiradas na ordem diz que a Agência Central de Inteligência (CIA) foi fundada por membros da Crânio e Ossos. O filme “O Bom Pastor” (2006, direção Robert de Niro) retrata esse envolvimento da ordem com esse fato.

Ordem Hermética da Aurora Dourada

Vertente de uma das ordens rosacruzes existentes na Grã-Bretanha, a Aurora Dourada é uma sociedade secreta que surgiu no fim do século 19. Sua missão era colocar em prática os rituais e ensinamentos da magia como se fosse a verdadeira herdeira dos mistérios da Ordem Rosa-Cruz. Um dos principais momentos da Aurora Dourada aconteceu durante a passagem por ela do “bruxo” britânico Aleister Crowley. A rápida ascensão de Crowley e suas conhecidas rebeldia, excentricidades e práticas de rituais sexuais provocaram episódios dramáticos que levaram à aparente dissolução do grupo. Crowley acabou iniciando uma nova sociedade secreta devotada ao ocultismo, denominada Ordem do Templo do Oriente. Entre os principais membros da Ordem Hermética da Aurora Dourada estavam o escritor William Butler Yeats, vencedor do Nobel de literatura de 1924, o astrônomo William Peck e o escritor Bran Stoker, autor de “Drácula”.

Fontes:

BRITANNICA ENCYCLOPEDIA ONLINE
WEBSTER, Nesta H. Secret Societies and Subversive Movements. EUA: The Book Three, 2000.

e

HOWSTUFFWORKS

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: