Publicado por: Conselheiro Fnord | 09/06/2011

E antigamente queimavam as Bruxas…


Estudos: Pele de sapo pode tratar mais de 70 doenças

Cientistas da Queens University, em Belfast, na Irlanda do Norte, ganharam um prémio pela pesquisa sobre o uso de pele de anfíbios como sapos, que pode levar à criação de novos tratamentos para mais de 70 doenças.

A pesquisa, liderada por Chris Shaw, da Escola de Farmácia da universidade, identificou duas proteínas nas peles dos anfíbios que podem regular o crescimento de vasos sanguíneos.

Uma proteína da pele da Phyllomedusa sauvagii (Hylidae) inibe o crescimento de vasos sanguíneos e pode ser usada para matar tumores cancerígenos.

Shaw informou que a maioria destes tumores apenas pode crescer até um certo tamanho, antes de precisarem de vasos sanguíneos fornecedores de oxigénio e nutrientes.

«Ao paralisarmos o crescimento dos vasos sanguíneos, o tumor terá menos hipótese de crescer e, eventualmente, vai morrer», disse. «Isto tem o potencial de transformar uma doença terminal numa condição crónica», acrescentou.

Na segunda-feira, os cientistas receberam o prémio Medical Futures Innovation, em Londres.

Medicamento para mais de 70 doenças é descoberto na pele de sapo

Pele de sapo tem proteína para tratar mais de 70 doenças
As proteínas secretadas pelos sapos poderão ser usadas para tratar mais 70 doenças, incluindo câncer, diabetes, acidente vascular cerebral (derrame) e pacientes transplantados. Esta é a Rã Macaco Cerosa.[Imagem: Queens University]

Remédio milagroso

Cientistas descobriram proteínas na pele de sapos que poderão ser usadas para tratar câncer, diabetes, acidente vascular cerebral (derrame) e pacientes transplantados.

Na verdade, a descoberta tem potencial para o desenvolvimento de novos tratamentos para mais de setenta doenças e condições que afetam mais de um bilhão de pessoas em todo o mundo.

Os compostos descobertos atuam regulando o crescimento dos vasos sanguíneos.

Remédio de sapo

A equipe do professor Chris Shaw, da Universidade Queen’s, em Belfaste, identificou duas proteínas que podem ser usadas de forma controlada e dirigida para regular a angiogênese – o processo pelo qual os vasos sanguíneos crescem no corpo.

Um detalhe interessante é que uma das proteínas tem a capacidade de estimular o crescimento dos vasos sanguíneos, enquanto a outra inibe esse crescimento.

As proteínas foram encontradas nas secreções da pele da Rã Macaco Cerosa (Waxy Monkey Toad) e do Sapo Gigante Barriga de Fogo (Giant Firebellied).

Os cientistas capturaram os animais na natureza e extraíram cuidadosamente as secreções, antes de liberá-los de volta à vida selvagem. Os sapos não são prejudicados de nenhuma forma durante esse processo.

Liga a angiogênese

“Ao ‘desligar’ a angiogênese e inibir o crescimento dos vasos sanguíneos, uma proteína da Rã Macaco Cerosa tem o potencial para matar os tumores de câncer,” explica Shaw.

A maioria dos tumores só consegue crescer até um determinado tamanho. Para continuar crescendo, eles precisam de novos vasos sanguíneos para lhes fornecer oxigênio e nutrientes vitais.

A interrupção do crescimento dos vasos sanguíneos fará com que o tumor tenha menor probabilidade de disseminação, podendo até mesmo ser destruído.

Se o mecanismo funcionar como os cientistas esperam, a proteína poderia transformar o câncer de uma doença fatal em uma condição crônica, que poderia ser mantida controlada com medicamentos.

Desliga a angiogênese

“Por outro lado, uma proteína do Sapo Gigante Barriga de Fogo ‘liga’ a angiogênese e estimula o crescimento dos vasos sanguíneos,” conta Shaw.

Isto tem o potencial para tratar uma grande variedade de doenças e condições que exigem que os vasos sanguíneos sejam reparados rapidamente.

É o caso da cicatrização de feridas, dos transplantes de órgãos, das úlceras diabéticas e dos danos causados por derrames cerebrais ou doenças do coração.

Droga milagrosa

O cientista conta que já foram investidos entre US$4 e 5 bilhões pelas empresas farmacêuticas nos últimos anos na busca de formas de controlar o crescimento dos vasos sanguíneos – tudo sem sucesso até agora.

A saída então foi voltar-se para a natureza.

“Estamos absolutamente convencidos de que o mundo natural tem as soluções para muitos dos nossos problemas, só precisamos fazer as perguntas certas para encontrá-las.

“Seria uma grande vergonha haver algo na natureza que seja potencialmente a droga milagrosa no tratamento do câncer e não fizéssemos tudo ao nosso alcance para colocá-la para funcionar,” conclui o cientista.

Pele de sapo pode um dia curar o câncer
Cientistas irlandeses descobriram que proteínas presentes na pele de sapos possuem diversas propriedades curativas. Dentre as doenças tratáveis estão o diabetes, o derrame e até mesmo o câncer. Pacientes que acabaram de passar por cirurgia de transplante também podem ser beneficiados já que as proteínas regulam o crescimento de vasos sanguíneos.

As proteínas são encontradas em secreções na pele da espécie Phyllomedusa sauvagii e do gênero Bombina. Os cientistas capturam os animais e delicadamente extraem as secreções antes de liberá-los de volta à vida selvagem. Os sapos não são prejudicados de alguma forma durante este processo.

A pesquisa liderada pelo professor Chris Shaw identificou duas proteínas, ou peptídeos, que podem ser usadas de forma controlada e orientada para regular angiogênese o processo pelo qual os vasos sanguíneos crescem no corpo. A descoberta tem potencial para desenvolver novos tratamentos para mais de setenta das principais doenças que existem atualmente, que afetam mais de um bilhão de pessoas em todo o mundo.

Shaw conta que as proteínas descobertas possuem a habilidade de tanto estimular quanto inibir o crescimento de vasos sanguíneos. Ao desligar a angiogênese, uma proteína dos Phyllomedusa sauvagii têm o potencial para matar tumores, afirma. Ele explica que a maioria dos tumores chegam a um ponto em que necessitam que novos vasos sanguíneos lhe forneçam oxigênio e nutrientes vitais. Impedir o crescimento dos vasos faz com que o tumor tenha menor probabilidade de disseminação e pode eventualmente matá-lo, diz. Isso tem o potencial de transformar o câncer de uma doença terminal em uma condição crônica.

Por outro lado, uma proteína encontrada no gênero Bombina, segundo Shaw, tem o poder de estimular o crescimento dos vasos sanguíneos. Isto pode ser usado para tratar uma variedade de doenças que exigem a reparação rápida de vasos sanguíneos, como cicatrização de feridas, transplantes de órgãos, úlceras diabéticas, e danos causados ​​por derrames cerebrais ou doenças do coração, elenca.

Por causa do seu enorme potencial, a angiogênese tem sido um dos principais objetos de pesquisas e desenvolvimento de drogas ao longo dos últimos quarenta anos. Porém, apesar de um investimento acumulado já estimado em cerca de 4 a 5 bilhões de dólares, cientistas e empresas farmacêuticas de todo o mundo ainda procuram desenvolver uma droga que pode efetivamente acertar o alvo de controlar e regular o crescimento de vasos sanguíneos.

Estamos absolutamente convencidos de que o mundo natural tem as soluções para muitos dos nossos problemas, só precisamos fazer as perguntas certas para encontrá-las, acredita Shaw. Seria uma grande vergonha ter algo na natureza que é potencialmente a droga milagrosa no tratamento contra o câncer e não fazermos tudo que é possível para conseguir usá-la em nosso benefício.[ScienceDaily]

FONTES:

http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?section_id=62&id_news=515347

http://www.diariodasaude.com.br/news.php?article=pele-sapo-proteina-tratar-doencas&id=6583

http://hypescience.com/pele-de-sapo-pode-um-dia-curar-o-cancer/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: